30 anos da Agência Brasileira de Cooperação
30 anos da Agência Brasileira de Cooperação

30 anos da Agência Brasileira de Cooperação

OEI. 25/05/2017
Tamanho do texto+-

30 anos da Agência Brasileira de Cooperação

 
A Agência Brasileira de Cooperação (ABC), que completa 30 anos em 2017, foi criada para coordenar os programas e projetos brasileiros de cooperação técnica, no âmbito da política externa brasileira.Integrada ao Ministério das Relações Exteriores (MRE), a ABC trabalha no fortalecimento da cooperação do Brasil para o exterior e na coordenação da cooperação técnica do exterior para o Brasil.

A relação entre a OEI e a ABC sempre foi muito próxima, trabalhando em conjunto em Projetos de Cooperação Internacional com o governo brasileiro em programas, ações e atividades que tenham como finalidade combater dificuldades e desigualdades econômicas e sociais de forma sustentável e duradoura. A Agência, além de regulamentar os procedimentos, acompanha o desenvolvimento das ações em parceria com a OEI.

Em uma visita ao Brasil, o Secretário-geral da OEI, Paulo Speller, destacou a importância da ABC no contexto internacional de cooperação e agradeceu o apoio dado à OEI nas iniciativas de cooperação técnica para o desenvolvimento empreendidas no Brasil. O Embaixador João Almino, Diretor da Agência, mencionou na ocasião que a ABC está elaborando uma cartilha para orientar a cooperação trilateral, visando a possibilidade de compartilhamento de iniciativas entre as diferentes instituições de cooperação.

Entre as iniciativas de cooperação prestadas em conjunto entre a OEI e a ABC, várias são aquelas que têm gerado significativos impactos. Entre alguns exemplos estão o Projeto MEC-SESU, titulado “Desenvolvimento de Metodologias Institucionais Destinadas à Consolidação da Educação Superior como Fator de Desenvolvimento Sustentável do Brasil” que beneficia estudantes, professores e coordenadores de ensino superior em instituições públicas e particulares. A ação trabalhou as carências e desatualizações do sistema do SESU/MEC, impactando programas como Prouni, Fies, Sisu e Reuni, relacionados ao acesso à educação superior