Consolidada a parceria OCDE/BRASIL por meio de ações de cooperação nas esferas econômica e social
Consolidada a parceria OCDE/BRASIL por meio de ações de cooperação nas esferas econômica e social

Consolidada a parceria OCDE/BRASIL por meio de ações de cooperação nas esferas econômica e social

OEI. 04/11/2015
Tamanho do texto+-

A diretora da OEI no Brasil participou no dia 03 de novembro de 2015 da cerimônia de assinatura do Programa de Trabalho OCDE/Governo brasileiro para o período de 2016-2017, na presença do Secretário Geral da OCDE, do Ministro das Relações Exteriores e do Ministro da Fazenda, entre outras autoridades brasileiras e estrangeiras.

O Programa de Trabalho está previsto no Acordo de Cooperação firmado em junho último, consolidando mais uma etapa da parceria OCDE/Brasil iniciada em 1994, onde “Educação, Saúde, aprimoramento da competitividade e da governança são temas centrais, ancorados num extenso e sólido espaço de cooperação”, segundo afirmou o Ministro Mauro Vieira.

Segundo o Secretário-Geral da OCDE, Angel Guría, o foco do Brasil na esfera social foi muito assertivo, com a retirada de 25 milhões de pessoas da condição de miséria, mas ainda há grandes desafios para fortalecer seu sistema de proteção social e para retomar o crescimento econômico e o desenvolvimento do país. Afirmou que a experiência brasileira certamente irá inspirar os 37 países membros da OCDE, assim como as boas lições destes irão servir de inspiração para o Governo brasileiro em ações de cooperação. Manifestou ainda o desejo de o Brasil vir a fazer parte da OCDE, como recentemente o fizeram países da Região, com importantes ganhos de todos os lados.

O Ministro Levy mencionou que o Plano de Trabalho firmado traz elementos importantes para o crescimento e bem-estar nacionais, em particular para o desenvolvimento econômico do país. Reafirmou que a educação, capacidade e liberdade de trabalho vão influenciar os rumos que o Brasil vai tomar e agradeceu “o extraordinário trabalho de coordenação feito pelo Itamaraty, muito auspicioso e em momento tão oportuno, fortalecendo a relação que será cada vez mais virtuosa com a OCDE".