Curso on-line de pedagogia bilíngue do INES ganha prêmio nos EUA
Curso on-line de pedagogia bilíngue do INES ganha prêmio nos EUA
Bruno Galasso e Dirceu Esdras, coordenadores do projeto vencedor, recebem o prêmio máximo do Reimagine-Education 2018

Curso on-line de pedagogia bilíngue do INES ganha prêmio nos EUA

OEI. 15/12/2017
Tamanho do texto+-

Um projeto brasileiro do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES) ganhou o prêmio Reimagine Education 2018, no último dia 6 de dezembro, na Filadélfia, nos Estados Unidos. O projeto vencedor foi o curso on-line de pedagogia bilíngue, primeiro colocado na categoria "Educação híbrida", dedicada aos cursos ofertados nas duas modalidades, on-line e presencial. 

Mais de mil projetos de 73 países foram inscritos no concurso este ano. Esta foi a primeira vez que uma instituição brasileira conquistou o primeiro lugar geral na premiação, superando instituições renomadas como o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Como prêmio, o INES receberá US$ 5 mil em serviços de tecnologias on-line e mais US$ 50 mil em dinheiro.

Considerado o “Oscar da educação mundial”, o prêmio Reimagine Education é organizado pela instituição britânica Quacquarelli Symonds (QS), responsável pela avaliação de instituições de ensino superior no mundo, em parcerias com Google, Microsoft e IBM. 


Curso pioneiro

O curso on-line de pedagogia bilíngue é uma experiência pioneira na América Latina, concebida dentro do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limites. Para construí-lo, foi desenvolvida uma plataforma totalmente bilíngue, assim como um modelo de produção de objetos digitais de aprendizagem em Libras.

A partir de fevereiro de 2018, o curso será ofertado em 13 polos, nas cinco macrorregiões do país, para 390 estudantes surdos e ouvintes. O processo seletivo será realizado com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 




Sobre o INES

Com sede no Rio de Janeiro, o Instituto Nacional de Educação de Surdos é um órgão do Ministério da Educação que tem como missão institucional a produção, o desenvolvimento e a divulgação de conhecimentos científicos e tecnológicos na área da surdez em todo o território nacional, bem como subsidiar a Política Nacional de Educação, na perspectiva de promover e assegurar o desenvolvimento global da pessoa surda, sua plena socialização e o respeito às suas diferenças.