Estudantes colombianos participantes do Projeto Paulo Freire fazem intercâmbios em seis países
Estudantes colombianos participantes do Projeto Paulo Freire fazem intercâmbios em seis países

Estudantes colombianos participantes do Projeto Paulo Freire fazem intercâmbios em seis países

OEI. 12/03/2018
Tamanho do texto+-

Durante a fase piloto do Projeto Paulo Freire, 30 estudantes da Universidade Pedagógica Nacional (UPN), da Colômbia, tiveram a oportunidade de realizar um período de estudos em outras universidades ibero-americanas, financiados pelo Projeto Paulo Freire de Mobilidade Acadêmica para Estudantes de Programas Universitários de Formação de Professores, com o apoio da Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI)

Os destinos escolhidos por estes alunos foram: Universidade de Brasília e Universidade Federal de Pernambuco, no Brasil;  Universidad Pedagógica Nacional Francisco Morazán, em Honduras; Universidad Metropolitana de Ciencias de la Educación, no Chile; Universidad Autónoma de Santo Domingo e Instituto Superior de Formación Docente Salomé Ureña, na República Dominicana; Instituto Superior Raúl Peña, no Paraguai; e Universidad Técnica de Ambato, no Equador.


Na edição 2018-2019 do Projeto Paulo Freire, está previsto que alunos da Unidade Pedagógica Nacional sigam realizando mobilidades em diversos centros de educação superior de Ibero-América e que estudantes procedentes da Universidad de Antioquia comecem os intercâmbios acadêmicos. 


O projeto

O Projeto Paulo Freire de Mobilidade Acadêmica é voltado para estudantes de graduação e pós-graduação em escolas, faculdades, centros e programas de formação de professores. Seu principal objetivo é promover a mobilidade de alunos universitários em carreiras que levam ao exercício da profissão docente. Os destinatários e o público-alvo são, portanto, os futuros professores de educação infantil, primária, secundária, especial, bacharelato e técnico-profissional. No ano 2016-2017 foi implementada a fase piloto. Durante 2018-2019 será desenvolvida uma nova edição do programa. 

Saiba maishttp://bit.ly/2p3lL5A


Leia também: Estudantes da Universidade de San Carlos de Guatemala comentam participação no Projeto Paulo Freire