OEI apresenta o projeto Luzes para Aprender no 3º Fórum Brasil-África

OEI apresenta o projeto Luzes para Aprender no 3º Fórum Brasil-África

OEI. 23/11/2015
Tamanho do texto+-

Brasília, 23 de novembro de 2015. A Diretora da OEI Brasil, Adriana Weska, participou do 3º Fórum Brasil-África, que se realizou nos dias 19 e 20 de novembro em Cabo de Santo Agostinho, região metropolitana do Recife, em Pernambuco. O evento é uma iniciativa do Instituto Brasil-África e abordou o tema “Desafios e Oportunidades para o fornecimento de energia no Brasil e na África”.

Durante o evento, foi apresentado o Projeto Luzes para Aprender (LPA), iniciativa de cooperação técnica de caráter regional promovida pela OEI, em parceria com a Fundación Endesa. Desde o início da implementação do Programa, já foram beneficiadas 474 escolas, 22.115 alunos e 999 professores, em toda a ibero-américa.

O programa Luzes para Aprender tem por objetivo melhorar a qualidade da educação em escolas rurais e isoladas localizadas nos países ibero-americanos por meio da instalação de painéis fotovoltaicos para o fornecimento de energia elétrica e a instalação de computadores com conexão à internet, favorecendo especialmente as populações indígenas, afrodescendentes e em situação de vulnerabilidade.

Durante o evento, foi destacado que o programa tem por objetivo melhorar a qualidade e a equidade da educação como estratégia para combater a pobreza e a desigualdade, favorecendo a inclusão social e confirmando o seu valor social. Durante o processo, as escolas produzem conteúdos educativos e atuam como agentes sociais. Afirmou-se ainda que a configuração do programa facilita o desenvolvimento de comunidades de aprendizagem em rede, o que facilita a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs).

Para mais informações sobre o Luzes para Aprender, acesse AQUI.

O Instituto Brasil-África foi criado em 2013 com o objetivo de aproximar o Brasil dos países africanos, por meio do desenvolvimento de projetos inovadores, como o Fórum Brasil-África, a Exposição Mandela, a Revista Atlântico e a promoção de visitas técnicas de delegações africanas a empresas e instituições brasileiras. Para mais informações, acesse AQUI.