OEI coordena Oficina de Trabalho sobre EJA

OEI coordena Oficina de Trabalho sobre EJA

OEI. 28/04/2016
Tamanho do texto+-

Brasília 27 de abril de 2016. No terceiro e último dia da reunião da Confintea, a OEI, representada pelo professor Roberto Algarte, coordenou a oficina de trabalhos “Diálogo latino-americano sobre educação ao longo da vida: boas práticas e desafios”. Representantes de diversos países da América Latina participaram da oficina e contribuíram com um amplo debate sobre os desafios da Educação de Jovens e Adultos (EJA) na região.

 

Oficina Confintea

 

Os participantes foram divididos em quatro grupos representando as áreas da sociedade onde atuam profissionalmente: academia, governo, organismos internacionais e redes. Cada grupo elencou aspectos positivos e negativos das políticas latino-americanas de EJA, bem como da atuação de seus respectivos setores na área. Ao final, cada grupo apresentou suas conclusões a fim de estabelecer um debate, mediado pela professora Cecilia Barbieri, da Oficina Regional de Educação para América Latina e o Caribe (OREALC), sobre os desafios de implementar uma educação de qualidade para todos os cidadãos da região. Entre os representantes dos organismos internacionais, estava presente o professor Carlos Abicalil, diretor Geral de Programas Educacionais e Culturais da Secretaria-Geral da Organização dos Estados Ibero-americanos.

 

Oficina Confintea

 

Ao final do debate, a professora Rosa Maria Torres, do Instituto Fronesis (Equador), compartilhou algumas das experiências de Educação ao Longo da Vida em seu país.