Realizada a XII Assembleia Geral da OEI, na Cidade do México
Realizada a XII Assembleia Geral da OEI, na Cidade do México

Realizada a XII Assembleia Geral da OEI, na Cidade do México

OEI. 27/08/2014
Tamanho do texto+-

Os Ministros de Educação e representantes dos países ibero-americanos estiveram reunidos na cidade do México no dia 27 de agosto ultimo, durante a XII Assembleia Geral da OEI, ocasião em que o Secretário Geral da Organização, Alvaro Marchesi, apresentou a Memória 2013 – 2014 da OEI, seus Estados Financeiros Consolidados e informe de auditoria.

Durante a Assembléia o brasileiro Paulo Speller foi eleito para ocupar o cargo de Secretário Geral da Organização, com mandato que se iniciará em 1º de janeiro de 2015 e durará quatro anos. Na mesma ocasião, o México foi eleito para presidir por quatro anos o Conselho Diretor da Organização e a Assembleia Geral, que mantém reuniões bianuais.

Em sua intervenção Speller, que atualmente ocupa o cargo de secretário de Educação Superior do Ministério da Educação, reconheceu a OEI como um organismo que permite projetar a diversidade, fortaleza e unidade das nações ibero-americanas, contribuindo para garantir seu melhor desenvolvimento. Segundo Speller, o desafio mais importante à frente da organização é contribuir para a melhoria da educação básica nos países ibero-americanos. “A ênfase será tanto na formação docente, como também na carreira e nas condições de trabalho desse profissional’, disse. “O Brasil vem assumindo papel cada vez mais central no cenário ibero-americano”, concluiu.

Paulo Speller é graduado em psicologia pela Universidad Veracruzana, mestre em psicologia pela Universidade Nacional Autônoma de México e doutor em ciência política pela University of Essex. Foi reitor da Universidade Federal de Mato Grosso e presidente da comissão de implantação e reitor pro tempore da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). Atuou como conselheiro da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), foi membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República e membro da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE), que presidiu entre 2010 e 2012. Desde 2013 é secretário de Educação Superior do Ministério da Educação.