Reunião ministerial regional discute resultados do PISA 2015 em São Paulo
Reunião ministerial regional discute resultados do PISA 2015 em São Paulo

Reunião ministerial regional discute resultados do PISA 2015 em São Paulo

OEI. 20/02/2018
Tamanho do texto+-

O ministro da Educação, José Mendonça Filho, abriu na manhã desta terça-feira (20/02), em São Paulo, a Reunião Ministerial Regional Competências na Ibero-América. O encontro, que conta com a participação do secretário-geral da OEI, Paulo Speller, é promovido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), com a colaboração do Ministério da Educação do Brasil, da Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB) e da Fundação Santillana.

A reunião tem como objetivo discutir questões políticas relevantes na região por meio da análise dos últimos resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA). Realizado a cada três anos (o último foi em 2015), o PISA avalia adolescentes no final do ciclo escolar obrigatório na maioria dos sistemas educacionais participantes. A intenção é ver o quanto eles estão preparados para aplicar conhecimentos e competências em leitura, matemática e ciências em desafios e oportunidades da vida real.

Estão presentes representantes de 13 países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, Guatemala, México, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai. Também participam das atividades no Hotel Meliá Ibirapuera, entre outros, o diretor de Educação e Competências da OCDE, Andreas Schleicher; o diretor do Escritório Sub-regional para o Cone Sul da SEGIB, Alejo Ramírez; o diretor do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), German Ríos, e a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini. 


Representantes de 13 países participam da reunião ministerial em São Paulo (foto: André Nery/MEC)

Abertura

Na solenidade de abertura do evento, ontem (19/02), o ministro Mendonça Filho destacou a importância de uma união social em torno da educação. “Qualquer nação que encontrou o caminho do desenvolvimento, encontrou porque houve consenso social dentro de sua realidade, tendo como base a educação”, ressaltou.

A manhã desta terça-feira foi dedicada à apresentação do relatório “Competências na Ibero-América: Análise do Pisa 2015”. Após o discurso inicial do ministro, Andreas Schleicher destacou alguns dos principais pontos do documento, abrindo o debate para comentários e perguntas. A moderação ficou a cargo da secretária-executiva do MEC, Maria Helena Guimarães de Castro.

A segunda parte da jornada (“Aprimorando as competências na Ibero-América”), à tarde, terá como moderador o representante da OCDE no Brasil, embaixador Carlos Márcio Cozendey. Participam do debate “Lições de políticas bem-sucedidas de países ibero-americanos” representantes de países que apresentaram melhora: Brasil, Colômbia, Peru e Portugal. A discussão seguinte, “O caminho a seguir”, contará com representantes dos ministérios da Argentina, Espanha, Guatemala e México. O diretor-geral da Fundação Santillana, Mariano Jabonero, será o moderador.


Andreas Schleicher, diretor da OCDE, apresentou o relatório "Competências na Ibero-América" (foto: André Nery/MEC)


Leia o relatório "Competências na Ibero-América: Análise do PISA 2015": http://bit.ly/2CwYKM9


Galeria de imagens (Clique nas miniaturas para abrir a imagem)