Selecionada a iniciativa que representará o Brasil no Prêmio Ibero-americano de Direitos Humanos

Selecionada a iniciativa que representará o Brasil no Prêmio Ibero-americano de Direitos Humanos

OEI. 23/11/2015
Tamanho do texto+-

O Projeto Mulheres Inspiradoras foi desenvolvido no Centro De Ensino Fundamental 12 de Ceilândia, junto a cinco turmas dos 9º anos, a partir da constatação de que dentre os alunos e as alunas registrava-se, uma alta incidência de comportamentos associados ao cyberbullying e aosexting. Identificamos entre as meninas de 11 a 16 anos, a prática de realizar postagens frequentes das próprias fotos e vídeos com conteúdo de teor sexual.

Após estudos e pesquisas sobre o tema, levantamos a hipótese de que muitas o faziam por simples modismo, por falta de oportunidade para refletir sobre as próprias ações e, muitas vezes, pela reprodução inconsciente dos referencias femininos celebrados e referendados pelas grandes mídias, nos quais a mulher é representada a partir de determinados padrões de beleza e pelo quanto é sexualmente desejável. Os meninos, por sua vez, ao acessarem os conteúdos publicados por suas colegas, inúmeras vezes se dirigiam a elas de forma desrespeitosa e grosseira.

Assim, após um detalhado processo diagnóstico, decidimos sistematizar o Projeto Mulheres Inspiradoras, articulado nas seguintes ações interventivas: o estudo da biografia de 10 mulheres inspiradoras, que fizeram importantes contribuições à humanidade na luta pelos Direitos Humanos. Esse estudo aconteceu por meio de pesquisas e debates em grupos, com o objetivo de apresentar novos referenciais femininos aos alunos e às alunas.

 Além do estudo dessas biografias, os alunos, por meio de entrevistas, também entraram em contato com a história de vida de mulheres de expressão na comunidade na qual a escola está inserida. Também foi proposto que os estudantes e as estudantes escolhessem, dentre as mulheres de seu círculo social, aquela que eles e elas considerassem a mais inspiradora de todas. Eles entrevistaram a mulher escolhida, transcreveram a entrevista e a transformaram em um texto autoral, escrito em primeira pessoa, apresentando a história de vida dessa mulher. A maioria escolheu entrevistar a mãe, a avó ou a bisavó e todos puderam conhecer melhor a própria história. Outra ação do projeto foi a proposta do estudo de casos para promover a reflexão sobre o uso ético e seguro das Redes sociais.

                                                                                                                                             

Gina Vieira Ponte de Albuquerque                                                     

 

O Prêmio Ibero-americano para a Educação em Direitos Humanos "Oscar Arnulfo Romero" tem por objetivo reconhecer o trabalho de instituições de ensino, ONGs e sociedade civil que atuaram de forma exemplar na defesa e na promoção dos Direitos Humanos por meio da sua educação. O prêmio será entregue no dia 3 de dezembro, em cerimônia a ser realizada na Colômbia, com a presença do Secretário-Geral da OEI, Paulo Speller.