XVIII Conferência Ibero-Americana de Ministros da Cultura

XVIII Conferência Ibero-Americana de Ministros da Cultura

OEI. 17/05/2016
Tamanho do texto+-

Cartagena - Colômbia, 19 e 20 de maio de 2016

 

A cidade colombiana de Cartagena das Índias receberá a XVIII Conferência Ibero-americana de Ministros de Cultura, a ser realizada no âmbito da XXV Cúpula dos Chefes de Estado e de Governo, sob o lema "Juventude, Empreendedorismo e Educação”.

O evento inova no seu formato com a apresentação de quatro eixos de experiências e boas práticas: 1) Juventude, convivência, coesão e construção da paz; 2) Formação, produção, gestão e direito à cultura; 3) Políticas públicas para a formação, a juventude e o empreendedorismo; e 4) Ações culturais.

As intervenções dos representantes ministeriais acontecerão em um sistema baseado na troca das experiências mais marcantes e das melhores práticas implementadas pelos países ibero-americanos.

O evento irá estimular a busca de acordos de cooperação cultural para promover o trabalho conjunto, levando em conta o valor da cultura em termos da coesão social, da convivência e do dinamismo social.

A Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI) organiza, desde 2000, em colaboração com os Ministérios da Cultura dos países anfitriões, a Conferência Ibero-americana de Ministros da Cultura, em data anterior à Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo. A organização desta edição da conferência está a cargo do Ministério da Cultura da Colômbia, da OEI e da SEGIB.

Estes eventos, além de firmarem compromissos na área da cultura, muitos deles posteriormente incorporados às declarações das Cúpulas, e promoverem programas culturais, têm constituído um espaço privilegiado de cooperação política, que tem sido reforçado ao longo da última década e que adquire especial importância estratégica com a recente criação do Espaço Cultural Ibero-americano (ECI).

A celebração da XV Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo, na cidade de Salamanca, em 2005, reforçou o processo da Conferência Ibero-Americana, ao implementar uma nova Secretaria Geral Ibero-americana como marco político do sistema de cooperação ibero-americano.

As Conferências Ibero-Americanas de Cultura constituem um fórum privilegiado para a discussão de questões multilaterais na matéria, uma vez que fomentam um clima de confiança entre os diferentes atores, por meio da troca de experiências, do estabelecimento de diagnósticos compartilhados e da conquista de posições comuns sobre os desafios que enfrentam os países ibero-americanos.