Congresso está com prazo estendido para apresentação de trabalhos

Congresso está com prazo estendido para apresentação de trabalhos

OEI. 17/02/2020
Tamanho do texto+-

Prorrogado até 30 de março o prazo para recepção de artigos no XIII Congresso Ibero-Americano de Ciência, Tecnologia e Gênero. O encontro acontece de 16 a 18 de julho 2020, no Equador, e busca dar visibilidade à participação das mulheres na ciência. O evento é uma iniciativa da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e do Centro Internacional de Estudos de Comunicação Superior para a América Latina (CIESPAL).

As áreas temáticas abordadas vão da história e sociologia da ciência à participação de mulheres nas questões que envolvem sustentabilidade e mudanças climáticas. Para mais informações sobre o envio de trabalhos, visite o site do Congresso.

No Brasil, a redução das desigualdades entre homens e mulheres na ciência tem avançado e, em alguns aspectos, a diferença tornou-se coisa do passado. É o que revela o estudo: As desigualdades de gênero na produção científica ibero-americana, do Observatório Ibero-americano de Ciência, Tecnologia e Sociedade (OCTS), da OEI.

De acordo com o estudo, proporcionalmente, as mulheres no Brasil estão à frente dos homens em dois aspectos científicos: na produção e publicação de artigos. A assinatura de artigos científicos por mulheres mostra que 72% dos textos publicados no país incluem pelo menos uma autora brasileira. Já no caso da publicação dos trabalhos, o estudo aponta que, em 2017, o volume de textos também tem uma diferença para mais para as mulheres (53%), comparadas com os homens (47%).

Na graduação e doutorado elas também já são maioria. O acesso de mulheres a licenciaturas é de 57% e a doutorados 53%. A diferença entre as etapas é de aproximadamente 5% e, comparado ao acesso de homens, o público feminino representa um pouco mais da metade, tanto na licenciatura quanto no doutorado.


Saiba mais sobre o estudo