Dia Internacional dos Povos Indígenas
Dia Internacional dos Povos Indígenas

Dia Internacional dos Povos Indígenas

OEI. 09/08/2018
Tamanho do texto+-

O dia 9 de agosto marca o Dia Internacional dos Povos Indígenas. Diferente da comemoração do Dia do Índio (19 de abril), a data internacional é uma conquista para as nações indígenas do mundo inteiro. A agenda foi criada em 1995 pelas Nações Unidas e busca garantir autodeterminação e os direitos humanos de todas as etnias indígenas. A Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) aproveita a data para saudar os diversos povos indígenas, em especial aqueles que são responsáveis por manterem vivas suas culturas no Brasil e as 274 línguas indígenas faladas no país, conforme registra o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar de representar cerca de 350 milhões de pessoas em todo o mundo, os indígenas estão em situação de vulnerabilidade e exclusão. Isso é visto claramente nas estatísticas, tais etnias representam 15% das pessoas mais pobres do planeta, segundo dados das Nações Unidas.

O Dia Internacional dos Povos Indígenas do Mundo é importante porque serve para destacar e dar voz a quase 5 mil grupos diferentes em mais de 70 países. São cidadãos que estão em constante luta ao redor do mundo por reconhecimento das suas tradições, sua identidade e sua cultura.

A grande diversidade de povos enfrenta muitos problemas semelhantes como a discriminação tanto racial quanto social e econômico. O combate à exploração ilegal de suas terras e recursos naturais, além da falta de acesso a serviços de saúde e educação são desafios constantes e comum a muitas etnias.

A data deve mobilizar a sociedade para os cuidados necessários à preservação da riqueza das culturas indígenas e ampliar a conscientização sobre os problemas enfrentados por esses povos. Refletir sobre as situações a que são submetidos é o primeiro passo para atingir soluções que levem a igualdade e equidade entre os povos. Nesse sentido, a adoção da Declaração sobre os Direitos dos Povos Indígenas, pela Assembleia da ONU, em 2007, foi um dos principais instrumentos.

Educação Indígena