OEI dá pontapé inicial ao MicBR

OEI dá pontapé inicial ao MicBR

OEI. 06/11/2018
Tamanho do texto+-

O diretor da Organização dos Estados Ibero-americanos, Raphael Callou, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, e o Ministro de Cultura da Argentina, Pablo Avelluto, realizaram a coletiva de imprensa que marcou o início do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil, o MicBR. Voltado para jornalistas, o evento ocorreu no Itaú Cultural, em São Paulo, às 14h, na segunda-feira (05). Os porta-vozes trouxeram detalhes da programação do megaevento, além de informações sobre a troca de inteligência criativa entre países e a promoção do mercado cultural.

Já na parte da noite, às 19h, o auditório do parque Ibirapuera recebeu o espetáculo de abertura do MicBR. O grupo Cabeça de Vento e a musicista Lícia Matos fizeram uma apresentação circense e lúdica. Raphael Callou e Sério Sá Leitão também estiveram presentes e celebraram a importância da cultura brasileira para o País e para todo o mundo, a partir das trocas comerciais e da valorização da rica diversidade de expressões do país.

“Está mais do que na hora de nos darmos conta e aproveitarmos melhor esses ativos”, afirmou o Ministro Sérgio de Sá Leitão, ressaltando como os setores da Economia Criativa cresceram mais nos últimos anos do que os setores tradicionais - chegando a 9,1% ao ano.
O Diretor da OEI, Raphael Callou, comemorou a participação da Organização no evento e ressaltou a importância do setor para o desenvolvimento humano e econômico. “O MicBr celebra o que está posto na Carta Ibero-Americana, assinada por todos os países da região no primeiro semestre deste ano. Afirma a importância da cultura e do intercâmbio entre países para o desenvolvimento integral do ser humano, além de agregar valor de forma tangível, gerando oportunidades de trabalho e recursos”.

A cerimônia também contou com a participação do grupo paulistano A Espetacular Charanga do França, que chegou ao auditório no meio do público, tocando seus instrumentos de metais e sopro. No palco, se juntaram à Nômade Orquestra, que mistura percussão, à instrumentos de cordas e sintetizadores eletrônicos. Além deles, houve a apresentação dos músicos Felipe Cordeiro, Manuel Cordeiro e Xênia França.

Galeria de imagens (Clique nas miniaturas para abrir a imagem)