OEI e Unicef na argentina apresentam publicação sobre educação infantil

OEI e Unicef na argentina apresentam publicação sobre educação infantil

OEI. 25/07/2018
Tamanho do texto+-

A Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI) e o Unicef, ambos na Argentina, lançaram esta semana a primeira edição da série Questões Chaves da Educação Infantil: O Nível Inicial nas áreas rurais - Propostas de ensino.

A apresentação do documento ocorreu ontem, 24, no Centro de Altos Estudos Universitários (CAEU) da OEI Argentina. A abertura do encontro foi realizada pelo secretário-geral da OEI, Mariano Jabonero, o representante adjunto do Unicef, Sebastián Waisgarais e o diretor da OEI na Argentina, Andrés Delich.

Sebastián Waisgarais ressaltou que "nem tudo está vinculado a financiamento, mas é necessário investir em recursos humanos e infraestrutura, principalmente na área rural, senão os custos pela falta de oportunidade serão mais complexos de reverter". Jabonero acrescentou: "a atenção à primeira infância é importante e a cobertura é insatisfatória. Temos a obrigação de provocar a questão para que a mobilização tenha um efeito multiplicador".

As explicações sobre o conteúdo da publicação ficou a cargo das especialistas em educação Cora Steinberg, do escritório do Unicef na Argentina; Verona Batiuk, da OEI Argentina; e da consultora da OEI Patricia Sarle, pesquisadora da Universidade de Buenos Aires (UBA).

Segundo Steinberg ainda há grandes disparidades no atendimento da educação infantil, além da necessidade de ampliação da cobertura. Por sua vez, Verona Batiuk destacou que pode haver muito aprendizado se o professor puder melhorar o que "a priori" seria um problema. “Por exemplo: um pequeno número de alunos em sala de aula em grandes espaços".

O documento aborda uma série de reflexões sobre as características do nível inicial de educação nas áreas rurais e levanta aspectos centrais para garantir uma educação de qualidade para as crianças que vivem nessas localidades. O estudo fundamenta-se em trabalho de campo realizado em escolas rurais nas províncias de Chaco, Misiones, Formosa e Buenos Aires. A publicação também inclui a apresentação de dois projetos didáticos para professores.
 
Veja o documento