OEI lança concurso de audiovisual para novos roteiristas

OEI lança concurso de audiovisual para novos roteiristas

OEI. 01/07/2020
Tamanho do texto+-

A Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) publica nesta quarta-feira, 1º de julho, um edital para a promoção do setor audiovisual. O chamamento público é voltado para roteiristas estreantes que tenham criado uma história original, cujo texto permaneça inédito para filmes de longa e curta metragem e séries. A iniciativa conta com a parceria da Secretaria do Audiovisual (SAV), vinculada à Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo e do Instituto de Conteúdos Audiovisuais Brasileiros (ICAB).

“O objetivo é revelar novos talentos que nunca tiveram a chance de ver seu roteiro produzido e apresentado em festivais, além de fomentar o mercado audiovisual brasileiro com novas ideias, contribuindo para a democratização do setor”, explica o diretor e chefe da representação da OEI no Brasil, Raphael Callou.

O projeto vai selecionar 45 roteiros de estreantes que participarão de formações e rodada de investimentos com produtoras brasileiras. O edital quer descobrir roteiristas e capacitá-los, por meio de treinamentos com os chamados Script Doctors (profissionais que aperfeiçoam roteiros) e conferência com grandes roteiristas do país.

Após a formação, os novos talentos estarão aptos a entrar no mercado com suas obras aperfeiçoadas. Vão poder participar também de um evento promovido pela ICAB com as maiores produtoras independentes do Brasil, para terem a oportunidade de dar vida aos seus roteiros na TV, no cinema ou em plataformas de streaming.

Os selecionados também contarão com uma ajuda financeira que pode chegar a até R$ 15 mil, dependendo da categoria: longa ou curta metragem e ou série. A premiação é uma forma de incentivo para aperfeiçoamento e adaptação da obra. A medida visa motivar os roteiristas a colocarem em prática suas habilidades empreendedoras e vislumbrar um primeiro contrato profissional para que as obras sejam produzidas e assistidas por todos.

O financiamento do projeto é da OEI, dentro do Programa de Fortalecimento do Processo de Divulgação e Internacionalização da Produção Audiovisual Brasileira na Ibero-América. O programa foi criado em 2018 com o objetivo de lançar iniciativas inovadoras no setor, estimulando e divulgando esse importante mercado.

A OEI acredita que o fomento à cultura, além de potencializar o diálogo e a convivência democrática, também contribui sobremaneira para o desenvolvimento de arranjos econômicos locais, regionais e sub-regionais por meio das indústrias culturais e da economia criativa.

Não se pode negar a importância de compreender a indústria criativa como uma engrenagem do desenvolvimento no país. O setor promove mais de um milhão de postos de trabalho e um volume de negócios que, de acordo com estudo da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN, 2016) chega a representar 2,64% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Cultura é uma das áreas prioritárias da Organização, juntamente com educação e ciência. No âmbito cultural, a OEI lançou recentemente dez diretrizes em defesa da cultura em tempos de pandemia. O concurso novos talentos também está em consonância com a Carta Cultural da Ibero-América. Alinhada com a Agenda 2030 dos Objetivos Desenvolvimento Sustentável (ODS), a Carta é o principal instrumento de política cultural de maior importância e alcance na Ibero-América.

Confira o edital aqui