OEI participa de evento do dia internacional contra a corrupção

OEI participa de evento do dia internacional contra a corrupção

OEI. 12/12/2018
Tamanho do texto+-

O diretor da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), Raphael Callou, esteve nesta quarta-feira, 12, dentre as autoridades convidadas pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) para a cerimônia que marcou o dia internacional contra a corrupção. Na ocasião, o ministro da Transparência e CGU, Wagner Rosário, fez um balanço das ações da CGU em 2018 que, neste ano, retornaram R$ 7,23 bilhões aos cofres públicos.

“Os resultados apresentados pela CGU são uma prestação de contas à sociedade, para que ela saiba quais ações estão sendo realizadas”, afirmou Wagner Rosário. Segundo o ministro a CGU está aprimorando os mecanismos de integridade juntos aos órgãos do Governo Federal para que problemas não voltem a acontecer. “A gente vai aprendendo com os casos de corrupção, criando mecanismos preventivos para combatê-los. Então, todo esse conjunto de informações serve de auxílio para uma efetiva melhoria da gestão pública", destacou.

O diretor da OEI lembrou que a Organização preza pelo desenvolvimento da educação, ciência e cultura. Tendo sempre essas áreas como instrumentos de promoção da democracia. “Não existe democracia sem o exercício pleno da cidadania que, por sua vez, também só pode ser constituída quando se oferece mecanismos concretos de controle social”, ressaltou Callou. A OEI reconhece que o Governo Federal tem desenvolvido uma série de instrumentos que levam a avanços significativos de combate à corrupção.

 “Mecanismos imediatos, onde o cidadão faz o controle no dia a dia, cabendo a cada cidadão contribuir e zelar pela coisa pública”, observou o diretor da OEI durante sua fala na cerimônia da CGU. No âmbito da cooperação técnica, a OEI tem inciativas em curso, parcerias na área de transparência e ouvidoria, por meio de projetos desenvolvidos com a Ouvidoria-Geral da União.

O dia internacional contra a corrupção é lembrado, oficialmente, em 9 de dezembro. Remete à data em que o Brasil e mais 101 países assinaram a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, em 2003, na cidade de Mérida, no México. A convenção tem como ideia central fortalecer a cooperação internacional para ampliar a prevenção e o combate à corrupção em todo o mundo.

No Brasil, o Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União é responsável por acompanhar a implementação da convenção e de outros compromissos internacionais assumidos pelo país, que tenham como objeto a prevenção e o combate à corrupção. Em seu escopo macro, a CGU atua no controle interno do Governo Federal e realiza atividades relacionadas à defesa do patrimônio público e ao incremento da transparência da gestão, por meio de ações de auditoria pública, correição, prevenção e combate à corrupção e ouvidoria.

Foto: André Nery