OEI participa do I Seminário Internacional de Aprendizagem Solidária
ao centro da imagem o diretor da OEI, Raphael Callou, ladeado pelo diretor executivo do Instituto Singularidades, Miguel Thompson, e a diretora-executiva do Cenpec, Mônica Gardelli Franco

OEI participa do I Seminário Internacional de Aprendizagem Solidária

OEI. 29/03/2019
Tamanho do texto+-

A Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) está presente hoje, 29, no I Seminário Internacional de Aprendizagem Solidária. O evento acontece na Câmara Municipal de São Paulo, promovido pela Rede Brasileira de Aprendizagem Solidária, que reúne organizações de promoção de educação. A rede foi lançada o ano passado sob a coordenação do Centro de Estudos e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), em articulação com o Centro Latino-Americano de Aprendizagem e Serviço Solidário (Clayss). A iniciativa tem apoio da Rede Ibero-Americana de Aprendizagem-Serviço e a adesão de diversas instituições, dentre elas a OEI.

A mesa de abertura do Seminário contou com a presença do diretor da OEI no Brasil, Raphael Callou, além do diretor executivo do Instituto Singularidades, Miguel Thompson, e a diretora-executiva do Cenpec, Mônica Gardelli Franco. “Cerca de 95% dos projetos que a OEI desenvolve estão focados nas relações de cooperação entre os países sul-americanos”, ressaltou o diretor da OEI sobre a importância do evento.

Na avaliação de Callou, o leque de responsabilidades e competências na área da educação tem sido crescente no país e os desafios para os municípios vão se avolumando. “A Rede é importante para a OEI, pois contribui para o reconhecimento da atuação da Organização na região ibero-americana e fortalece a articulação dos escritórios da OEI com os municípios brasileiros e em países integrantes da Rede como a Argentina, Colômbia, dentre outros", destaca. Os debates do Seminário incluem temas como o protagonismo juvenil, territorialidade, intervenção social e educação integral.

O seminário discutirá teorias e práticas pedagógicas, intervenção social, educação integral, juventudes, territórios e currículo. Ao longo do dia serão três mesas temáticas que contarão com as presenças de especialistas da área da educação.

A aprendizagem solidária (aprendizaje y servicio solidario nos países de língua espanhola ou service learning, nos Estados Unidos) é uma concepção de educação que data do início do século 20. Na prática, a aprendizagem solidária propõe o desenvolvimento integral dos sujeitos por meio de vínculos com suas cidades, territórios e comunidades. A sugestão é que a estratégia ocorra a partir de projetos de intervenção social propostos pelos estudantes e pautados pelas reais necessidades das comunidades.

O Seminário Internacional de Aprendizagem Solidária está com transmissão ao vivo por meio do site da Câmara Municipal de São Paulo. Confira a programação.