Redes de indicadores trazem panorama da Educação Superior e da Ciência na Ibero-América

Redes de indicadores trazem panorama da Educação Superior e da Ciência na Ibero-América

OEI. 08/10/2020
Tamanho do texto+-

A OEI consolidou em setembro último informações estatísticas e indicadores sobre Educação Superior e Ciência na Ibero-América. Os dados são obtidos em um marco de cooperação horizontal entre os países participantes das redes INDICES (Rede Ibero-americana de Indicadores Educacionais Superior) e RICYT (Rede Ibero-americana de Indicadores de Ciência e Tecnologia) e permitem aprofundar o conhecimento de universidades e dos sistemas científicos como instrumento político de tomada de decisão.

Ferramentas como essas são fundamentais para a realização de uma política pública baseada em dados precisos e, consequentemente, eficazes, diante do atual contexto de crise sanitária em que é imprescindível transformar os sistemas e adaptá-los às novas realidades, com dados fundamentados e atualizados fornecidos pelos próprios países.

No dia 30 de setembro foi realizado o último de três encontros online realizados ao longo do mês passado sob o título 5º Workshop Ibero-Americano de Indicadores da Educação Superior. O evento discutiu a produção de informação estatística no âmbito da Rede INDICES. Os resultados foram considerados pelos participantes como satisfatórios, uma vez que, além de atingir os objetivos planejados de reflexão e melhoria na conceituação dos indicadores da Educação Superior, a virtualidade permitiu o acesso e acompanhamento das sessões a pessoas de toda a região ibero-americana, com uma audiência estimada em dois mil acessos.

Acesse aqui os indicadores atualizados da Rede INDICES de Educação Superior na Ibero-América

Acesse aqui os indicadores atualizados da RICYT de Ciência e Tecnologia na Ibero-América