Reunião ministerial regional discute resultados do PISA 2015 em São Paulo

Reunião ministerial regional discute resultados do PISA 2015 em São Paulo

OEI. 20/02/2018
Tamanho do texto+-

O ministro da Educação, José Mendonça Filho, abriu na manhã desta terça-feira (20/02), em São Paulo, a Reunião Ministerial Regional Competências na Ibero-América. O encontro, que conta com a participação do secretário-geral da OEI, Paulo Speller, é promovido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), com a colaboração do Ministério da Educação do Brasil, da Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB) e da Fundação Santillana.

A reunião tem como objetivo discutir questões políticas relevantes na região por meio da análise dos últimos resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA). Realizado a cada três anos (o último foi em 2015), o PISA avalia adolescentes no final do ciclo escolar obrigatório na maioria dos sistemas educacionais participantes. A intenção é ver o quanto eles estão preparados para aplicar conhecimentos e competências em leitura, matemática e ciências em desafios e oportunidades da vida real.

Estão presentes representantes de 13 países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, Guatemala, México, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai. Também participam das atividades no Hotel Meliá Ibirapuera, entre outros, o diretor de Educação e Competências da OCDE, Andreas Schleicher; o diretor do Escritório Sub-regional para o Cone Sul da SEGIB, Alejo Ramírez; o diretor do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), German Ríos, e a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini. 


Representantes de 13 países participam da reunião ministerial em São Paulo (foto: André Nery/MEC)

Abertura

Na solenidade de abertura do evento, ontem (19/02), o ministro Mendonça Filho destacou a importância de uma união social em torno da educação. “Qualquer nação que encontrou o caminho do desenvolvimento, encontrou porque houve consenso social dentro de sua realidade, tendo como base a educação”, ressaltou.

A manhã desta terça-feira foi dedicada à apresentação do relatório “Competências na Ibero-América: Análise do Pisa 2015”. Após o discurso inicial do ministro, Andreas Schleicher destacou alguns dos principais pontos do documento, abrindo o debate para comentários e perguntas. A moderação ficou a cargo da secretária-executiva do MEC, Maria Helena Guimarães de Castro.

A segunda parte da jornada (“Aprimorando as competências na Ibero-América”), à tarde, terá como moderador o representante da OCDE no Brasil, embaixador Carlos Márcio Cozendey. Participam do debate “Lições de políticas bem-sucedidas de países ibero-americanos” representantes de países que apresentaram melhora: Brasil, Colômbia, Peru e Portugal. A discussão seguinte, “O caminho a seguir”, contará com representantes dos ministérios da Argentina, Espanha, Guatemala e México. O diretor-geral da Fundação Santillana, Mariano Jabonero, será o moderador.


Andreas Schleicher, diretor da OCDE, apresentou o relatório "Competências na Ibero-América" (foto: André Nery/MEC)


Leia o relatório "Competências na Ibero-América: Análise do PISA 2015": http://bit.ly/2CwYKM9


Galeria de imagens (Clique nas miniaturas para abrir a imagem)